ADORO TRIP: Os 10 melhores lugares para se aposentar no Brasil e nos EUA

A aposentadoria é um objetivo distante para alguns e próximo para outros. No entanto, todos almejam uma vida tranquila, em um lugar com infraestrutura adequada para a velhice. Muitos planejam mudar para cidades mais calmas em busca de natureza e tranquilidade.

No entanto, ao fazer essa mudança, é importante considerar alguns aspectos, especialmente na terceira idade, quando os cuidados médicos se tornam mais necessários.

Por isso, aqui está uma lista de itens que você precisa analisar sobre a cidade antes de decidir onde passar seus dias de aposentadoria.

  • Saúde
  • Habitação
  • Cultura
  • Clima
  • Finanças
  • Bem-estar

No último levantamento divulgado em 2020 pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a Fundação Getulio Vargas, foram apontadas as melhores cidades brasileiras para os idosos viverem após a aposentadoria

Mas, se você está pensando em mudar de País, a lista da Forbes apresenta os melhores lugares para se aposentar em 2023 nos Estados Unidos. Esse ranking destaca opções que oferecem uma alta qualidade de vida a um preço acessível.

A lista leva em consideração custos, impostos, qualidade do ar, criminalidade e disponibilidade de médicos para cuidados primários, além de incentivar um estilo de vida ativo. Também são considerados fatores como mudanças climáticas e riscos naturais – como furacões. Há evidências crescentes de que esses fatores de qualidade de vida afetam a saúde e a longevidade na aposentadoria.

O levantamento considerou o preço médio de compra de uma casa nos Estados Unidos, que foi de US$ 376 mil de acordo com os dados da Associação Nacional de Corretores de Imóveis.

As 5 melhores do Brasil:

1º – São Caetano do Sul (SP)

No ranking das cidades mais desenvolvidas do país, São Caetano do Sul se destaca como uma das quatro únicas no Brasil que oferecem saneamento básico para 100% da população, composta por 161.127 habitantes. O município, que possui o melhor IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) do Brasil e a segunda maior densidade econômica do país (milR$/km2), está localizado na região do ABC Paulista, conhecida pela presença expressiva da indústria automobilística.

 

A oferta de estabelecimentos para condicionamento físico no município reflete o compromisso com um estilo de vida saudável. Além disso, São Caetano do Sul lidera em indicadores de Finanças, como maior quantidade de estabelecimentos bancários, menor parcela da população classificada como baixa renda e o segundo melhor nível de desenvolvimento social entre os municípios.

O município está localizado a apenas 12,7 quilômetros da capital do Estado de São Paulo.

2º – Santos (SP)

Com 433.565 habitantes, Santos se destaca como o maior complexo portuário da América Latina, impulsionando a economia brasileira. Além disso, a cidade possui o maior jardim de praia do mundo, com 5.300 metros de extensão. Localizada no litoral paulista, Santos oferece uma ampla variedade de opções de lazer e cultura, impulsionando o turismo e o comércio.

 

Santos também se destaca na categoria de Habitação, sendo uma das três cidades com melhor desempenho. Essa classificação é resultado da alta proporção de idosos em relação à população da cidade e da presença significativa de instituições de longa permanência para idosos.

O município de Santos está localizado a aproximadamente 72,1 quilômetros da cidade de São Paulo.

3º – Porto Alegre (RS)

Com uma população estimada em mais de 1,4 milhão de habitantes, tornando-se décima segunda cidade mais populosa do país, a cidade enfrenta os desafios comuns de um rápido desenvolvimento urbano. No entanto, ela também recebe reconhecimento por meio de diversos prêmios nacionais e internacionais, que a destacam como um dos melhores lugares para morar, trabalhar, fazer negócios, estudar e se divertir.

 

A capital do Rio Grande do Sul se destaca na área de Habitação, sendo uma das 10 cidades com maior quantidade relativa de condomínios residenciais dedicados a idosos, além de contar com um número significativo de instituições de longa permanência para idosos.

4º – São Paulo (SP)

A maior e mais populosa cidade da América Latina enfrenta os desafios característicos de uma grande metrópole, como desigualdade, violência, mobilidade urbana e poluição. No entanto, a cidade também se destaca por ter um dos maiores PIBs municipais do mundo e por ser uma das mais globalizadas do planeta.

 

A capital do estado de São Paulo é indiscutivelmente o principal centro econômico e financeiro do Brasil. Além disso, a cidade obteve bons resultados em termos de bem-estar, habitação, educação e trabalho, o que contribuiu para o seu posicionamento no ranking. Entre os exemplos de bons resultados nessas áreas estão a taxa de idosos com cobertura de saúde suplementar, a presença de condomínios residenciais para idosos e o desenvolvimento educacional municipal.

5º – Florianópolis (SC)

Além de suas 42 praias, Florianópolis, com seus 500 mil habitantes, tornou-se o Vale do Silício brasileiro, abrigando as principais empresas de tecnologia da informação. A cidade foi reconhecida pela Unesco como uma das “cidades criativas” do país e pela ONU como a capital brasileira com o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

 

Florianópolis destaca-se como uma das grandes cidades com melhor desempenho em termos de Bem-estar. É líder na quantidade de estabelecimentos dedicados ao condicionamento físico, está entre as cinco cidades com maior número de casas de chá, sucos e similares, e tem uma das maiores parcelas da população com acesso a planos privados de saúde. A cidade também se destaca em Cultura e engajamento, liderando em acesso à internet e estando entre as cinco cidades com maior acesso à TV a cabo.

As 5 melhores do mundo:

1º – Atenas, Geórgia

Atenas é uma cidade universitária com uma população de 127 mil habitantes, localizada a 9.119 quilômetros de Atlanta.

 

Pontos positivos: O preço médio das casas é de US$ 290 mil, o que representa uma economia de 23% em relação à média nacional. A cidade possui um cenário cultural rico e uma boa qualidade do ar. Além disso, oferece um sistema de Previdência Social de até US$ 65 mil por pessoa, isento de imposto de renda estadual. Também não há imposto imobiliário estadual.

Ponto negativo: A cidade apresenta uma taxa de crimes graves acima da média nacional.

2º – Augusta, Geórgia

Augusta é conhecida por sediar o torneio de golfe Masters. A cidade possui uma população de 202 mil habitantes e está localizada a 230 quilômetros de Atlanta.

 

Pontos positivos: O preço médio das casas é de US$ 173 mil, o que representa uma economia de 54% em relação à média nacional. A cidade possui um clima confortável, boa qualidade do ar e uma alta disponibilidade de médicos. Além disso, a cidade não possui imposto imobiliário estadual e apresenta um risco moderado em relação a perigos naturais.

Ponto negativo: A taxa de crimes graves em Augusta está acima da média nacional.

3º – Belém, Pensilvânia

Conhecida como a cidade do aço, possui uma população de 76 mil habitantes. Está localizada a 120 quilômetros ao norte da Filadélfia e a 136 quilômetros da cidade de Nova York.

 

Pontos positivos: O preço médio das casas em Belém é de US$ 298 mil, o que representa uma economia de 21% em relação à média nacional. A cidade possui uma boa qualidade do ar, baixa taxa de crimes graves e uma boa disponibilidade de médicos per capita. Além disso, não há imposto de renda estadual sobre os rendimentos de aposentadoria.

Pontos negativos: Belém enfrenta invernos frios e possui um imposto estadual sobre herança que afeta todo o patrimônio e todos os herdeiros.

4º – Charlotte, Carolina do Norte

A cidade é conhecida por ser o epicentro das corridas da NASCAR (associação automobilística), também definida como uma refinada metrópole cosmopolita, com uma população de 919 mil habitantes.

 

Pontos positivos: O preço médio das casas em Charlotte é de US$ 375 mil, o que está na mediana nacional. A cidade desfruta de um clima agradável e possui boa qualidade do ar. Além disso, não há imposto de renda estadual sobre a Previdência Social. Charlotte também conta com um bom número de médicos e apresenta um risco moderado de perigos naturais.

Ponto negativo: A taxa de crimes graves em Charlotte é acima da média nacional.

5º – Cincinnati, Ohio

É uma cidade montanhosa banhada pelo rio Ohio, com uma população de 313 mil habitantes, localizada no canto sudoeste do estado.

 

Pontos positivos: O preço médio de uma casa em Cincinnati é de apenas US$ 223 mil, o que representa uma economia de 41% em relação à média nacional. Além disso, o custo de vida na cidade é 13% abaixo da média nacional. Cincinnati não cobra imposto de renda estadual sobre a Previdência Social e também não possui imposto estadual sobre o patrimônio. A cidade desfruta de um bom clima, qualidade do ar, e possui um bom número de médicos. O risco de desastres naturais em Cincinnati é considerado moderado.

Ponto negativo: A cidade enfrenta uma taxa de criminalidade grave acima da média nacional.

Informações da Forbes.
Fotos: Reprodução

  • Compartilhe: