SAIU NA ADORO: Rodrigo Biavati + Risden Incorporações

Uma parceria de criatividade, elegância e funcionalidade na Arquitetura

 

No mundo de Rodrigo Biavati, cada edifício, cada espaço planejado, é uma narrativa da sua jornada. Arquiteto e urbanista, nascido e criado na em Brasília, desde cedo mostrou um interesse apaixonado pela arquitetura, uma arte que mistura criatividade, funcionalidade e a capacidade de transformar espaços.

Sua jornada acadêmica começou na Universidade de Brasília, onde se formou em 2004. Ainda estudante, seu desejo por experiências internacionais o levou a estagiar no renomado Escritório Renzo Piano Building Workshop, em Paris, França, nos anos de 2003 e 2004. Uma oportunidade que ampliou seus horizontes profissionais e enriqueceu a sua perspectiva sobre arquitetura e design.

Após concluir o período acadêmico, Rodrigo iniciou sua carreira mergulhando em projetos desafiadores e inovadores. Em 2019, fundou o seu próprio escritório, Rodrigo Biavati Arquitetos. Anos depois, seu caminho foi cruzado pelos primos Amanda e Murilo Risden, sócios-proprietários da Risden Incorporações, que o convidaram a trazer para Luís Eduardo Magalhães seus projetos.

Foto: MHB Studio

O Uptown Residence foi um deles. Ele conta que o desafio era criar algo que enaltecesse o contato com a rua e a vizinhança, já que seria o primeiro prédio em uma região de edificações baixas. “O Uptown surge da experiência acumulada ao longo da vida do arquiteto”, revela Rodrigo.

Ele conta que o empreendimento foi pensado em camadas, um projeto escalonado que se integra com o entorno e oferece espaços públicos generosos. Uma praça foi criada na esquina do edifício, conectando a recepção do prédio diretamente à rua. “Esse gesto enriquece a urbanidade, mas também torna o Uptown Residence um marco naquela esquina”, conta.

Elegância, conforto e sofisticação

A dedicação e a sofisticação das criações de Rodrigo também podem ser vistas em outros projetos em parceria com a Risden Incorporações, como a Casa Fluid e a Casa Lume.

A Casa Fluid foi projetada para valorizar a modernidade, o conforto e o bem-estar. A elevação do solo traz a sensação de que a casa está flutuando, proporcionando calma e tranquilidade. Rodrigo conta que a casa foi projetada para que a família possa se reunir para refeições ou eventos, enquanto os quartos permanecem isolados para momentos mais tranquilos. “Achei que foi um projeto muito feliz nesse sentido, eu gostei bastante dele e, claro, da sua relação com a área verde. Os quartos possuem portas que têm uma integração muito forte com o jardim”, compartilha.

 

Foto: Rodrigo Biavati

A Casa Lume, por sua vez, é maior e traz uma característica marcante, que é o jardim que se mescla com o interior, onde uma simples movimentação das esquadrias permite a transição suave entre os espaços. Possui um ambiente arejado e luminoso com um toque de leveza e singularidade ao espaço. “A Lume tem um desenho elegante, com um grande avarandado, onde posicionamos a piscina, a área de lazer, e os jardins”, relata o arquiteto.

Foto de capa: Divulgação

  • Compartilhe: