Equilíbrio do Ser: O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória

Publicado por :Carla Letícia - carla@adororevista.com.br
13/8/2019

Por Renilson Freitas 

 

(Foto: Reprodução/Internet)

Muitas pessoas acreditam que o mês de agosto é o mês do desgosto. Muitas guerras ocorreram nas proximidades do mês (primeira guerra mundial iniciou no final de julho e a segunda guerra mundial iniciou no início de setembro, por exemplo) e é comum ouvir pessoas comentando que mortes e eventos ruins sempre ocorrem neste mês. E isso realmente pode ser uma verdade, mas isso vai depender do que a pessoa anda plantando no dia a dia.

O mês de agosto é o mês da materialização e algumas teorias podem nos ajudar a compreender melhor a energia deste mês. Na numerologia podemos observar que o número 8 representa a força realizadora, e alguns especialistas ainda falam em expressão de materialização, vibração de aterramento e de justiça, força e poder.

É importante nesse mês observar-se ainda mais, afinal, tudo que foi plantado e regado será colhido neste mês. Se você está cumprindo seu propósito e realizando ações positivas, estar consciente e presente vai lhe proporcionar aproveitar todas as oportunidades que irão surgir para ampliar-se tanto espiritual quanto materialmente. Quem souber utilizar a força mental com consciência terá a oportunidade de materializar seus sonhos com mais intensidade.

Agora, partindo para uma outra realidade em que você não está realizando ações positivas, não está cuidando dos seus pensamentos, e por estar com o foco na negatividade, seu comportamento vem gerando desequilíbrios. Neste contexto não vai haver muito o que colher ou então a colheita será de frutos podres. Estar consciente, neste caso, vai lhe ajudar a diminuir o sofrimento ou até mesmo lhe fazer aceitar o processo cármico de ação e reação e aprender com ele.

Neste momento não há muito o que fazer, mas manter-se focado em você trará benefícios em todos os cenários possíveis. Algumas dicas que podem ajudar nesse momento são: meditar fazendo duas sessões diárias de 20min para desenvolver o estado de presença e esvaziar-se para ceder espaço para o novo, evitar conflitos e observar suas ações. Esta última dica é fundamental construir um terreno propício para o plantio das sementes que serão colhidas na próxima safra.

O autoconhecimento é fundamental para estabelecer as mudanças necessárias para viver num estado de paz e equilíbrio. A partir da auto-observação podemos perceber as limitações do ego que alimentam as atitudes negativas diante da vida, e é a partir desse momento que começamos a compreender que o que fazemos, ou deixamos de fazer, é a força geradora da realidade que vivenciamos.

Que sua colheita deste mês seja de bons frutos. Se não for, não se puna por isso. Aproveite o aprendizado para ampliar sua consciência e começar a trabalhar o terreno para o próximo plantio e aí sua colheita será de prosperidade e abundância.

Amor e luz!