Equilíbrio do Ser: Está pronto para viver no seu mundo?

Publicado por :Carla Letícia - carla@adororevista.com.br
20/9/2019

Por Renilson Freitas

 

Se nós somos co-criadores do universo, por que não conseguimos materializar desde o início de nossas vidas tudo que pensamos e queremos? Venho refletindo sobre nosso potencial de materialização da realidade e de como esse poder chega até nós. Tenho percebido que quanto mais assumimos a responsabilidade pela nossa caminhada, pelas nossas escolhas, mais do nosso potencial de materialização é liberado para ser utilizado pelo ser consciente. Uma das percepções que experiencio de utilização desta capacidade é a de desmarcar pacientes. Quando não estou bem fisicamente e alguns pensamentos como – como eu gostaria de estar em casa descansando… – começam a surgir a agenda começa a despencar. Da mesma forma, quando eu me dedico mais ativamente ao autocuidado as marcações começavam a aumentar.

(Foto: Divulgação)

Para mim ficou claro que o processo de conscientização e acesso ao poder de materialização ocorrem de forma homeopática e na medida da nossa capacidade de desejar o melhor para nós. Lógico que nem sempre as coisas acontecem dessa forma. Nosso inconsciente vai atuar nesse processo de materialização da realidade independente da nossa capacidade de perceber a realidade. Daí a importância do autoconhecimento e do constante exercício da autoobservação. O que é a realidade senão aquilo que podemos sentir? Convido você a fazer um exercício neste momento. Para fazê lo procure sentar de forma confortável. Feche os olhos, respire fundo por alguns instantes. Visualize você na cozinha da sua casa. Vá até a geladeira e pegue um limão. Sinta a fruta nas mãos, tente sentir o cheiro. Depois corte o limão no meio e chupe uma banda e depois a outra. Faça todo o exercício de olhos fechados apenas utilizando a mentalização.

Pare de ler o artigo nesse momento e faça o exercício. O que sentiu?

Essa sensação nos faz perceber que a nossa realidade é criada pela nossa mente através dos sentidos. Tudo que tocamos, cheiramos, ouvimos tornam-se experiências desde que nascemos e ficam gravadas em nossa mente. Elas facilitam a compreensão do mundo na fase adulta. A questão é que nossa percepção muda e a experiência pode mudar também, e precisamos compreender isso para evitar que nossa realidade se torne uma repetição sem fim de experiências limitantes.

Por mais que seja temeroso em alguns momentos imaginar uma realidade em que você tenha total influência e responsabilidade sobre o que vivencia, esta é a nossa verdade. Quando mais
conhecimento sobre si mesmo, mais consciente você será e cada vez mais seus pensamentos influenciarão em sua realidade; para o bem e para o mal. Este último detalhe que faz com que
a maioria de nós rejeite essa responsabilidade. O autoconhecimento é, de fato, um caminho sem volta, mas é a verdade absoluta que nos conduzirá a um estado verdadeiro e felicidade, amorosidade e paz.

 

Amor e luz!