BAHIA FARM SHOW 2024: Por que investir em unidade de armazenagem de grãos?

@engenharia.petra

Texto: Pâmela Thais Firchhof

A construção de unidades de armazenagem de grãos é crucial para o desenvolvimento do setor agrícola. A capacidade de armazenar grãos de forma eficiente garante que os produtores possam gerenciar melhor seus estoques, evitando perdas causadas por deterioração, pragas e condições climáticas adversas. Segundo a FAO (Food and Agriculture Organization), as perdas pós-colheita de grãos podem variar entre 10% e 20% da produção total. O armazenamento inadequado pode comprometer a rentabilidade e a competitividade dos agricultores.

Com instalações adequadas, é possível garantir a disponibilidade contínua de alimentos ao longo do ano, independentemente das variações sazonais na produção agrícola. A estocagem eficiente permite que os excedentes de produção sejam armazenados e utilizados durante períodos de escassez, contribuindo para a estabilidade dos preços. No Brasil, a variação de preços do milho pode ser significativa, com aumentos de até 30% nos preços durante períodos de entressafra.

Investir em unidades de armazenagem também oferece benefícios econômicos aos agricultores, pois permite a comercialização de grãos em momentos mais oportunos. Com capacidade de armazenamento, os produtores podem aguardar períodos de maior demanda e melhores preços, maximizando seus lucros. Estudos mostram que os preços dos grãos podem aumentar entre 10% e 15% fora do período de colheita. Além disso, a disponibilidade de grãos de alta qualidade, abre portas para novos mercados e aumenta a competitividade dos produtos agrícolas no mercado internacional.

Por fim, a construção de unidades de armazenagem de grãos promove o desenvolvimento das comunidades rurais e fortalece a infraestrutura local. Projetos de armazenamento frequentemente exigem mão de obra qualificada e serviços locais, gerando empregos e estimulando a economia regional. Com a capacidade de armazenamento aumentada, os agricultores podem planejar suas atividades de forma mais eficiente.

Foto: Divulgação Petra Engenharia

  • Compartilhe: