Bahia Farm Show gera cerca de 8 mil empregos no oeste do estado

A abertura da Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, será na segunda-feira (10), e quem ocupa o espaço por enquanto são os trabalhadores em ritmo acelerado para deixar tudo pronto para a maior feira de tecnologia e negócios agrícolas do norte e nordeste. Cerca de três mil empregos diretos e outros cinco mil indiretos são gerados pelo evento.

Na terça-feira (11), a programação é aberta ao público com uma missa solene, às 7h30, que marcará a inauguração da capela na área central do complexo.

São esperadas 100 mil pessoas nos cinco dias de agenda. Estão sendo montados 420 stands de produtos do agro e mil marcas nacionais e internacionais têm espaços garantidos na feira. Além disso, máquinas, implementos, produtos do agro e as últimas inovações do mercado já estão no local.

“Essa é uma grande oportunidade porque é uma das maiores feiras do oeste baiano, então é bom para conhecer outras empresas e abre um leque de oportunidades para fazer montagens futuramente em outros lugares”, comentou o montador Jeferson Gomes.

Quem também aproveita a oportunidade é o marceneiro Acielo Rodrigues. Nascido no Piauí, mora em São Paulo e foi para a Bahia Farm como uma demanda da empresa na qual presta serviço. “Gosto de trabalhar nesse ramo”, comenta.

O evento também traz saldo positivo para outros setores da economia da cidade, como explica o secretário de Desenvolvimento Econômico de Luis Eduardo Magalhães, Gilson Sena. “Várias empresas trazem profissionais e contratam pessoas do município”, celebra.

No ano passado, a feira movimentou oito bilhões em negócios. A expectativa é que em 2024 o número seja superado. Os principais bancos do Brasil estarão no evento.

O diretor-executivo da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Alan Malinski, destaca que o evento foi montado com o objetivo de superar os números do ano passado.

“Além de oportunidades de negócio, a Bahia Farm Show é uma excelente oportunidade de transferência de tecnologia para os pequenos e médios produtores, que normalmente não são tão assediados por novas tecnologias e têm oportunidade de conhecer e entender o que está sendo aplicado no campo”, finaliza.

Informações do G1
Foto: Divulgação Bahia Farm Show

  • Compartilhe: