Projeto recupera mais de 100 nascentes na região Oeste

O Projeto Nascentes do Oeste, executado pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), em parceria com o Programa para Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro), iniciativa sob gestão do Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), atingiu, neste mês de abril de 2024, a marca de 100 nascentes recuperadas.

O projeto é um exemplo de como os recursos do Prodeagro podem ser utilizados para promover a sustentabilidade e a conservação dos recursos naturais, frisa o secretário da Agricultura da Bahia, Wallison Tum. As ações mais recentes foram realizadas nos municípios de Angical, Cristópolis, São Desidério e Formosa do Rio Preto.

De acordo com a Aiba, diversos métodos são aplicados para revitalização e aumento da vazão de água nas nascentes, baseado no diagnóstico local, como exemplo o Caxambú, método de recuperação que consiste na construção de uma caixa filtrante que recobre a nascente, evitando que a mesma seja assoreada.

O analista ambiental da Aiba, Artur Ribeiro, explica que, “para recuperar as nascentes ou veredas é preciso conhecê-las e levar esse conhecimento para as pessoas é o papel do Projeto Nascentes do Oeste, que além disso, busca unir esforços com as prefeituras, comunidades e produtores rurais para a recuperação destes recursos hídricos”.

Após a identificação e recuperação de uma nascente, o projeto aplica diferentes métodos de recuperação para evitar ações prejudiciais, como o desmatamento das Áreas de Preservação Permanente (APP’s), pisoteio do gado, assoreamento, incêndios florestais, e consequentemente, a degradação das nascentes e veredas no Oeste da Bahia.

O projeto Nascentes do Oeste recebeu em 2020 o reconhecimento nacional da Agência Nacional das Águas (ANA), como enfatizado pelo diretor executivo da Aiba, Alan Malinski: “É um projeto de extrema importância para a região, pois além de preservar e recuperar nascentes, tem por trás toda uma questão educativa voltada para as comunidades de entorno dessas nascentes, para que continuem e preservem o trabalho executado.”

Prodeagro

Importante instrumento de política pública para o setor do Agronegócio, para financiar projetos de controle fitossanitário de lavouras; de pesquisa e de pavimentação de corredores rodoviários.

Os recursos do Prodeagro advém, basicamente, de renúncia fiscal do Governo da Bahia, concedida nas aquisições internas junto ao produtor rural não constituído como pessoa jurídica, credenciado pela Seagri e atuante nos setores produtivos da soja, do milho e do café. Seu conselho gestor é formado por representantes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento do Oeste Baiano (Fundação BA), da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Fonte: Ascom/Seagri
Foto: Divulgação

  • Compartilhe: