Abapa participa de Missão na China para expandir exportação de algodão brasileiro

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), representada pelo presidente Luiz Carlos Bergamaschi, está participando de uma missão à China, com o objetivo de aumentar a participação do algodão brasileiro naquele país, principal importador da pluma brasileira. A viagem acontece de 27 de maio a 7 de junho e é realizada pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). A China é o maior polo exportador do planeta e campeã mundial em exportação de roupas, destacando-se pela sua indústria têxtil.

Bergamaschi e os demais integrantes cumprem agenda nas cidades de Xian, Shangai e na capital, Pequim, onde participam de eventos técnicos e de negócios como o “2024 China Cotton Industry Development Summit”, congresso anual da CCA – China Cotton Association, principal entidade do setor do algodão da China, reunindo mais de 4 mil fiações que respondem por 90% do consumo de algodão no país. “Esta viagem busca reafirmar a presença do algodão brasileiro junto ao mercado chinês, além de aumentar nosso espaço, estreitando e fortalecendo o comércio e as relações”, diz o presidente da Abapa. Ele ressalta ainda a importância da China como mercado para o algodão brasileiro e destaca o Brasil como um dos principais produtores mundiais do produto.

Durante a missão os representantes brasileiros visam garantir que o ano comercial de 2023/2024 entre para a história do comércio entre os dois países. De agosto de 2023 a abril de 2024, a China importou 1,2 milhão de toneladas de algodão brasileiro, um aumento de 66% em relação ao período anterior. Este volume não só supera os registros anteriores, como também sugere que o ano comercial atual poderá dobrar o recorde histórico de 2020/2021, quando foram exportadas 720,5 mil toneladas de algodão.

A China, além de ser a segunda maior economia do planeta, com um Produto Interno Bruto (PIB) de 17,7 trilhões de dólares, mantém há mais de 25 anos o maior índice anual de crescimento econômico. A missão na China é realizada pelo programa Cotton Brasil, iniciativa que representa a cadeia produtiva do algodão brasileiro em escala global. Coordenado pela Abrapa, o programa tem a parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea).

Informações e Fotos: Assessoria de imprensa Abapa

  • Compartilhe: