Dia do Hambúrguer: Conheça história de um dos lanches mais queridos do mundo

Neste 28 de maio é comemorado o Dia do Hambúguer. O lanche é um dos preferidos dos consumidores e pode ser encontrado de diversas maneiras e com uma variedade de ingredientes. Apesar de ter sido popularizado nos Estados Unidos, a origem do hambúrguer ocorreu bem antes de ter conquistado a fama no país.

O hábito de consumir a carne triturada começou com os ancestrais mais remotos dos seres humanos, possivelmente anteriores ao Homo Erectus — há mais de 2 milhões de anos. Já a origem da versão atual do lanche está ligada ao Império Mongol, fundado no século 12 por Genghis Khan. No final do século 13, a novidade teria se estendido da Península Coreana até o Leste Europeu. Na época, eles costumavam moer carnes mais duras (de cavalo e camelo, por exemplo), e colocavam leite ou ovo para dar liga.

Já a versão cozida e no formato de sanduíche chegaria aos Estados Unidos por meio da cidade de Hamburgo, na Alemanha. Em 1921, surgia no país a primeira rede de lanchonetes, a White Castle, onde eram vendidos hambúrgueres cozidos a vapor e cobertos de cebola.

Na época, o alimento era vendido em lugares onde os clientes sentavam em balcões. A partir de 1930, começaram a surgir os drive-ins, onde garçonetes serviam os fregueses dentro dos carros.

Surgimento dos fast-foods

A história de uma das principais redes de fast-food do mundo, o McDonald’s, começou em 1937, quando os irmãos Richard e Maurice McDonald abriram um pequeno drive-in em San Bernardino, na Califórnia.

Em 1948, a dupla reformulou o comércio e trocou o drive-in por uma loja. Em pouco tempo, outros empresários começaram a seguir o novo modelo de lanchonete. Em 1954, Ray Croc se juntou aos irmãos e começou o processo de internacionalizar a companhia. O Brasil foi um dos primeiros países a receber franquias da empresa.

Em 1952, era criada outra rede de fast-food de sucesso: o Bob’s. A empresa foi fundada em Copacabana, no Rio de Janeiro, pelo tenista americano Robert Falkemburg.

Informações do Correio Braziliense
Foto: Freepik

  • Compartilhe: