Abapa entrega kits de irrigação para agricultores da região Sudoeste

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) realizou mais uma entrega de kits de irrigação na região Sudoeste da Bahia. Em parceria com as prefeituras locais, o projeto de Apoio aos Pequenos Agricultores Familiares visa promover o desenvolvimento sustentável da agricultura na região. Foram contemplados produtores dos municípios de Iuiu, Malhada, Sebastião Laranjeiras e Pindaí, com a distribuição de 17 kits de irrigação, totalizando 146 kits entregues nessas localidades desde o início da parceria, em 2014.

Para o prefeito de Sebastião Laranjeiras, Pedro Antônio Malheiros, essa colaboração é essencial para o progresso dos agricultores familiares. “A associação já entregou 24 kits de irrigação aos produtores da agricultura familiar em nosso município, fomentando a produção de algodão e outras culturas. Hoje, recebemos mais três kits que beneficiarão a comunidade rural de Tábua. Fico agradecido e desejo que essa parceria continue, visto que nosso município tem poucos recursos. Essa ajuda será sempre bem-vinda, ” afirmou.

O programa de transferência de tecnologia para pequenos e médios produtores disponibiliza gratuitamente kits de irrigação complementar para o plantio de algodão e outras culturas. Em Malhada, por exemplo, os kits são utilizados para o cultivo de algodão, milho, melão, melancia, maracujá, pimenta, mandioca e feijão. Nesta ação, foram entregues mais seis kits, totalizando 64 doações desde o início da parceria, beneficiando diretamente os pequenos produtores locais. Já no município de Pindaí, quatro equipamentos foram entregues, somados aos doados anteriormente, totalizam 18 kits.

Em Iuiú, 46 kits de irrigação complementar já foram entregues, com mais quatro destinados recentemente para a comunidade de Nogueira. “A parceria da Abapa com a Secretaria Municipal de Agricultura existe há mais de oito anos, beneficiando o pequeno produtor da agricultura familiar com a possibilidade de desenvolver sua atividade. Inicialmente, a ferramenta é utilizada para o plantio de algodão e, em seguida, ocorre a rotação com milho, melancia, mandioca, feijão, abóbora, pimenta, pepino e maracujá. Isso tem incentivado o homem do campo a ter renda fixa e a permanecer no campo,” explicou o secretário de agricultura, Jairo Prado.

O presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, ressaltou que o algodão produzido no Sudoeste responde por 2% da produção no estado e a Abapa está presente no desenvolvimento daquela região produtora. “Este projeto busca incentivar a produção de algodão, mas, sobretudo, oferecer condições para que os agricultores possam diversificar suas lavouras com o uso de uma ferramenta essencial nessa região que é a irrigação. Os resultados estão aparecendo com o fortalecimento da agricultura e uma melhor qualidade de vida para as famílias envolvidas,” destacou.

Municípios contemplados – A entrega realizada pela Abapa inclui ainda os municípios de Palmas de Monte Alto, Guanambi, Candiba, Lagoa Real, Carinhanha, Brumado, Urandi, Caculé e Lagoa Real, com 40 kits de irrigação. Também no Sudoeste baiano, já foram contemplados os municípios de Igaporã, Serra do Ramalho, Ituaçu, Rio do Antônio, Livramento de Nossa Senhora e Tanhaçu, totalizando 345 kits de irrigação distribuídos, com capacidade de atendimento de um hectare cada.

Informações e Foto: Abapa

  • Compartilhe: