Operação Safra 2023/24 encerra atividades com resultados positivos no oeste baiano

Com serviços prestados à segurança e logística no campo de 11 municípios do Oeste baiano, a Operação Safra 2023/24, encerrou suas atividades com resultados positivos na região. Há 10 anos, a iniciativa do governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e com o apoio da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), atua no sentido de reduzir o índice de criminalidade e proporcionar mais segurança às cidades e propriedades rurais no período da safra.

A operação foi realizada durante seis meses, entre 1º de outubro de 2023 a 30 de março de 2024. Nesse período, o efetivo policial foi reforçado para levar segurança às áreas urbanas e rurais. A Aiba cedeu oito viaturas para contribuir com o trabalho da operação e um total de 1040 policiais militares foram escalados durante a operação.

Segundo os dados do relatório da PM, durante a 10ª edição, entre os números apresentados, foram realizadas 8.756 visitas a propriedades rurais, seis pessoas foram presas, oito encaminhadas ao DP e sete armas apreendidas.  Em dez anos de operação 198 pessoas foram presas em flagrantes, 317 armas apreendidas, 43 apreensões de drogas e 51.315 visitas a propriedades rurais.

Destaques na produção de soja, algodão, milho e café, os municípios de Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Baianópolis, Cocos, Correntina, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória e Santa Rita de Cássia foram contemplados com a Operação Safra 2023/24. A operação também apoiou o trabalho da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), no controle fitossanitário e no trânsito de fertilizantes e defensivos agrícolas.

“É impressionante como essa operação é sucesso a cada ano e contribui com o trabalho do agricultor e a segurança da região que cresce e se desenvolve. Estou satisfeito com números que refletem positivamente a importância de que esse trabalho e as parcerias devem continuar, para a manutenção da paz no campo e na cidade”, afirmou o presidente da Aiba, Odacil Ranzi.

Informações e Fotos: Aiba

  • Compartilhe: