SAIU NA ADORO: Não fuja do desconforto. Faça as pazes com você

@patriciateubner_

Texto: Patricia Teubner

No mundo atual, é muito comum escutar frases como: “Eu tô fugindo de briga e problema!” ou “Se der trabalho não quero nem ver!” É claro que não vamos procurar sofrimento desnecessário e dificultar a nossa vida ainda mais. Porém, vamos pensar um pouco naquele velho ditado: “Tudo em excesso, sobra; tudo que falta, faz diferença!”

Vivemos na era do imediatismo, da praticidade, do superficial, da aparência, da busca do prazer a qualquer custo e da fuga de tudo que incomoda. Isso é perceptível em todas as áreas da nossa vida. Quem nunca buscou essas características nas suas relações, nos cuidados com a saúde, alimentação, lazer, no trabalho e na vida em sociedade? A grande questão é o quanto se busca por tudo isso e do que estamos fugindo.

Geralmente, avaliamos dificuldade e desconforto como algo negativo, querendo afastar e evitar essas situações. Seria isso o melhor a se fazer?

Diante de situações difíceis, surgem dúvidas, sentimos medos e temos dois caminhos:

– PARALISAR, fingindo que nada está acontecendo, ou

– ENFRENTAR, seguindo adiante mesmo com medo.

SAIA DA ZONA DE CONFORTO!

  1. Assuma riscos e aceite o novo, o desconhecido.
  2. Enfrente seus medos diariamente.
  3. Diga SIM à você, à vida e ao que pode te mobilizar para algum lugar. Você pode mudar de ideia a hora que quiser.
  4. Experimente e tire suas próprias conclusões.
  5. Faça algo totalmente diferente: algo que sempre quis, mas não tinha tempo ou coragem, algo que nunca pensou e que agora é uma possibilidade, algo que achou impossível…
  6. Não espere o momento perfeito. Ele não existe. Sempre haverá dificuldade, o que fará diferença é o momento em que você está realmente comprometido em realizar.
  7. Abrace o desconforto. Aceite que será um desafio, enfrente o medo, viva a experiência apesar dele. Você já viveu isso no trabalho, escola ou universidade; ou ao tirar habilitação; ou ao enfrentar a pior bronca dos seus pais, lembra?
  8. Encare com otimismo, bom humor e gratidão. Estudos comprovam que eles ajudam a atravessar as dificuldades da vida e a se reerguer frente aos desafios.
  9. Entenda porque o comodismo é reconfortante e te paralisa. Manter-se na zona de conforto pode estar ligado a algo que marcou a sua vida psíquica ou a um trauma emocional que acabam levando você, às vezes inconscientemente, a manter-se acomodado e longe de “problemas”, o que seria considerado mais seguro. Nesse caso, considere procurar a ajuda de um psicólogo para compreender e lidar melhor com todas essas situações.

Muitos querem ter certeza de que não falharão. Entretanto, na vida, quase tudo é incerto e isso não deveria nos paralisar. É preciso seguir, pois desistir é certeza de fracasso. Seguir é possibilidade de sucesso ou de aprendizado com as perdas e com o que não deu certo.

A vida é um ciclo de conforto, desconforto, conforto, desconforto, as dificuldades enfrentadas e superadas trazem amadurecimento para as etapas seguintes. “O difícil facilita”, desenvolve habilidades e fortalece, prepara para as conquistas.

Hoje, muitas pessoas vivem a lei do menor esforço e se sentem injustiçadas por não alcançarem o pódio desejado rapidamente. Querem o bônus sem o ônus, mas, pensemos então:

O QUE É REALMENTE DIFÍCIL E DESCONFORTÁVEL?

Quando você olha para seu casamento, filho ou trabalho, o que importa é o tempo, trabalho e esforço investidos ali?

Para onde deve estar voltado o olhar, para a realização que desejamos ou para a dificuldade que talvez encontremos no caminho? Seria mais difícil estudar anos para ter uma profissão ou não ter uma? A vida seria mais fácil se ficássemos deitados num sofá confortável e entediante?

O que exige mais esforço: enfrentar seus medos ou fugir deles a vida toda? 

Bom, enfrentar os medos exige um esforço temporário para superar. Já fugir deles a vida toda não acaba nunca.

A dificuldade é libertadora.

A negação é uma prisão.

A tentativa de controle é uma ilusão.

O desconforto não é tão negativo como as pessoas pensam. Ele pode não ser agradável, mas pode te levar ao amadurecimento necessário para atingir os objetivos que você deseja.

Faça as pazes com a dificuldade e caminhe em direção às muitas possibilidades de se realizar e ser feliz!

Patricia Teubner é psicóloga, especialista em clínica psicanalítica. Realiza psicoterapia individual e com casais, grupos terapêuticos e pré-natal psicológico. Atua com atendimento presencial (Barreiras-BA) e online. CRP 03/02616.

Fotos: Guilherme Augusto

  • Compartilhe: