Especialistas avaliam abrir um canal para escoar água da Lagoa dos Patos

As enchentes recentes no Rio Grande do Sul levantaram discussões sobre maneiras de acelerar o escoamento da água do Guaíba, que desagua na Lagoa dos Patos, na região sul do estado.

Uma das alternativas avaliadas é a construção de um canal emergencial para ligar a Lagoa dos Patos diretamente ao Oceano Atlântico, permitindo que o excesso de água seja escoado com mais rapidez.

O analista de Clima e Meio Ambiente da CNN, Pedro Côrtes, explica que esse canal não deveria ser permanente, pois poderia prejudicar o fluxo normal de água para o sul da lagoa e causar assoreamento, dificultando a navegação. Em vez disso, ele sugere que o canal seja aberto apenas em situações de emergência.

Outra opção seria a construção de barragens nos afluentes do Guaíba, permitindo um controle mais eficiente do fluxo de água durante eventos extremos. Côrtes ressalta que uma única barragem não resolveria o problema, mas um sistema de barragens poderia regular o fluxo e evitar inundações rio abaixo.

Impactos ambientais

Qualquer solução adotada terá impactos ambientais que precisam ser avaliados cuidadosamente, segundo Côrtes. A abertura de um canal para o oceano poderia tornar a Lagoa dos Patos salobra, misturando água doce e salgada. Além disso, a construção de barragens também traz seus próprios desafios ambientais.

Côrtes enfatiza que não há uma solução mágica e que todas as opções precisam ser discutidas e avaliadas corretamente, levando em consideração os impactos a longo prazo. O objetivo é não apenas lidar com a situação atual, mas também aumentar a resiliência do estado diante de eventos climáticos extremos futuros, que se tornam cada vez mais frequentes devido às mudanças climáticas.

Informações da CNN
Foto: Divulgação/Prefeitura de Rio Grande

  • Compartilhe: