SAIU NA ADORO: Alergia alimentar em bebês e crianças 

Artigo

@natgastroped

Mais do que um ‘rótulo’, um desafio que requer acompanhamento especializado

 

Texto: Natália Cunha

A alergia alimentar é um tipo de reação adversa aos alimentos que pode causar diversos sintomas, desde leves até graves. Ela é diferente de outras sensibilidades alimentares, como intolerância à lactose ou intoxicação alimentar.

Neste caso, o sistema imunológico do corpo identifica erroneamente um alimento como prejudicial e desencadeia uma reação exagerada. Essa reação pode causar diversos sintomas, como:

  • Erupções cutâneas: Coceira, urticária e inchaço;
  • Problemas digestivos: Diarreia, náuseas, vômitos e dor abdominal;
  • Dificuldade para respirar: Asma, tosse e chiado no peito;
  • Reações graves: Anafilaxia, que pode ser fatal se não for tratada rápida e adequadamente.

Existem diferentes tipos de alergia alimentar

Ela pode se manifestar de três formas principais:

1 – Forma IgE mediada: A mais comum, causada por anticorpos IgE. Os sintomas geralmente aparecem imediatamente após a ingestão do alimento.

2 – Forma mista: Uma combinação de IgE e outros mecanismos imunológicos. Os sintomas podem ser mais variados e aparecer em momentos diferentes.

3 – Forma não IgE mediada: Não envolve anticorpos do tipo IgE. Os sintomas geralmente se desenvolvem mais lentamente, em dias ou semanas, e tendem a ser menos graves.

Alguns sinais e sintomas que podem indicar alergia alimentar em bebês e crianças incluem:

  • Sangue nas fezes (proctocolite alérgica induzida pela proteína alimentar)
  • Refluxo gastroesofágico grave (dismotilidade induzida pela proteína alimentar)
  • Diarreia crônica e crescimento insuficiente (enteropatia induzida pela proteína alimentar)
  • Síndrome da enterocolite induzida por proteína alimentar (FPIES)

O diagnóstico é complexo, mas essencialmente clínico e exige acompanhamento especializado. O médico irá realizar uma avaliação completa, incluindo histórico médico, exame físico e, quando necessário, outros testes específicos, como testes de pele e testes de alergia alimentar.

A gastropediatria é a especialidade médica que cuida das formas mistas e não IgE mediadas de alergia alimentar.

O diagnóstico preciso da alergia alimentar é fundamental para: evitar o estigma e o impacto psicológico do “rótulo” de alergia alimentar; prevenir erros na conduta, como dietas restritivas desnecessárias; garantir o tratamento adequado e evitar complicações.

Se você suspeita que seu filho ou filha tenha alergia alimentar, procure um médico especializado em gastropediatria para obter um diagnóstico preciso e o tratamento adequado.

Natália Cunha é Médica Pediatra especializada em Gastropediatra. CRM 23357 | RQE 13226 | RQE 22118

Foto: Guilherme Augusto

  • Compartilhe: