Fruticultura da Bahia é destaque no maior evento do setor da América Latina

Em um movimento inédito, a Bahia participa da Fruit Attraction São Paulo, maior do setor de fruticultura na América Latina, que acontece entre os dias 16 e 18 de abril, no São Paulo Expo & Convention Center. Com um estande próprio, o Governo da Bahia, por meio das secretarias da Agricultura, de Desenvolvimento Rural e do Turismo, vai expor todo seu potencial na produção de frutas e derivados.

A convite da Seagri, 10 empresas instaladas na Bahia vão expor seus principais produtos para um público composto por 80 importadores de todo o mundo e representantes de grandes redes de hotéis, por exemplo. Serão apresentadas frutas como o melão, uva, manga, banana, cacau, limão, avocado, mamão, além de espumantes, vinhos, sucos. Os exportadores terão a oportunidade de conferir também cervejas de umbu, cajá e caju, cafés em grãos e moídos, bombons de chocolates recheados com frutas, palmito, pastas de caju, geleias, mix de frutas desidratadas, doces e outros produtos feitos por famílias agricultoras baianas.

Entusiasta da participação da Bahia no evento, o secretário de Estado da Agricultura, Wallison Tum, considera que a chegada da feira ao Brasil ocorre em um momento favorável para o mercado exportador de frutas, que está em constante crescimento e alcançou um recorde de faturamento em 2023, atingindo US$ 1,2 bilhão.

“Desse montante, a Bahia foi responsável, em 2023, por cerca de 20% do valor exportado, demonstrando o peso da fruticultura baiana para o agronegócio nacional”, destaca Tum.

Diante do bom cenário, os organizadores da feira projetam que as empresas brasileiras levantem mais de 250 milhões de dólares (aproximadamente R$ 1,24 bilhões ) em negócios, que devem ser concretizados nos próximos 12 meses.

Fruticultura baiana

A Bahia, com sua produção anual de 3,5 milhões de toneladas de frutas, é um dos pilares da fruticultura brasileira, destacando-se pela qualidade e segurança fitossanitária que permitem o acesso aos mercados mais exigentes do mundo. Em 2023, as exportações de frutas baianas ultrapassaram R$ 1,3 bilhão, com destinos como a União Europeia, Estados Unidos e Reino Unido, demonstrando a relevância global do setor.

As frutas frescas da Bahia mais vendidas no exterior em 2023 foram mangas, com US$ 155.456.654 (61% do total de frutas exportadas), seguidas de uvas, com US$ 54.184.142 (23,36%), limões e limas, com US$ 36.525.672 (14,4%), e mamões (papaia), com US$ 5.778.373 (2,27%).

Informações do Alô Alô Bahia
Foto: Freepik

  • Compartilhe: