SAIU NA ADORO: Maple Bear: Desenvolvendo mentes bilíngues e criativas para o futuro

@maplebearbarreiras

A educação bilíngue desempenha um papel crucial no desenvolvimento das crianças, proporcionando uma base sólida para habilidades cognitivas, sociais e acadêmicas. Ao oferecer uma exposição precoce a dois idiomas, essa abordagem educacional visa não apenas o desenvolvimento linguístico, mas também promove habilidades essenciais nas áreas cognitiva, social e acadêmica.

Essa perspectiva enriquecedora amplia não apenas os horizontes dos alunos em relação aos idiomas, mas também contribui para a formação de cidadãos globais conscientes e conectados. E foi com base nessa visão que um grupo dedicado de professores determinados investiram no sonho de criar um ambiente de aprendizado que refletisse seus valores e crenças, e fundaram a Maple Bear Barreiras. “A Maple Bear Barreiras é mais do que uma escola, é um sonho realizado!”, afirma Marcelo Sangiovanni, diretor geral da Maple Bear Barreiras.

Presente em mais de 30 países, a Maple Bear, uma instituição canadense, é líder mundial em educação bilíngue, oferece Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio de alta qualidade. Em Barreiras a escola teve início em 2020, em forma de exposição. “Durante a pandemia, começamos com uma sala modelo para mostrar um pouco do que seríamos quando abríssemos oficialmente. Enquanto isso, construímos a sede da escola em um bairro com grande potencial de crescimento”, conta Sangiovanni.

Segundo Sangiovanni, a escola não apenas se destaca por sua missão de oferecer educação bilíngue, mas também pelo compromisso em contribuir para o desenvolvimento educacional da comunidade local. “Nosso compromisso é oferecer uma educação de alta qualidade, sempre buscando evoluir e nos adaptar às melhores práticas educativas do Canadá e às regulamentações brasileiras para atender às necessidades e expectativas dos pais e da sociedade brasileira.”

O principal diferencial da instituição é evidenciado pelo bilinguismo por imersão e pela metodologia canadense, proporcionando aos alunos uma experiência educacional inovadora, enriquecedora e global, preparando-os para o mundo. “Abordamos o ensino bilíngue de maneira única, proporcionando aos alunos uma imersão total no inglês. Desde o Ensino Infantil, todas as aulas são ministradas em inglês, permitindo que os alunos aprendam por imersão. Assim, o inglês se torna uma ferramenta essencial para o aprendizado significativo em todas as áreas do conhecimento.”

Sangiovanni explica que, apesar de ser algo importante e inovador na vida das crianças, o ensino internacionalizado ainda enfrenta grandes desafios. Segundo ele, é importante valorizar a parceria entre a escola e a família e reconhecer que o envolvimento dos pais no processo educacional dos filhos é fundamental para o sucesso acadêmico e emocional. “Os principais desafios para oferecer uma educação internacional em qualquer cidade são principalmente culturais. No início, o novo pode causar um pouco de receio, mas percebemos que a cidade nos acolheu muito bem. Hoje, já somos referência na cidade e recebemos cada vez mais reconhecimento e apoio para nossa proposta educacional.”

A escola Maple Bear segue uma trajetória de crescimento constante, adicionando uma nova série a cada ano conforme os alunos avançam. “Hoje, já temos o ensino fundamental, com a série correspondente ao 1º ano, consolidando nosso compromisso com a educação bilíngue e a excelência acadêmica”, acrescenta Sangiovanni.

Ele complementa que na Maple Bear a parceria entre a escola e a família é muito valorizada, e reconhece que o envolvimento dos pais no processo educacional dos filhos é fundamental para o sucesso acadêmico e emocional das crianças. “Essa parceria é importante porque fortalece o apoio aos alunos, promove uma comunicação aberta e transparente entre a escola e a família, e permite que os pais se sintam mais conectados e engajados na educação de seus filhos.”

“Quando escola e família trabalham juntas, criamos um ambiente de aprendizado mais positivo e colaborativo, onde os alunos se sentem apoiados em sua jornada educacional e são incentivados a alcançar todo o seu potencial”, conclui Sangiovanni.

Fotos: Guilherme Augusto

  • Compartilhe: