Crea-Ba inaugura sede própria de inspetoria em Luís Eduardo Magalhães

Será inaugurada nesta sexta-feira, 5, no município de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste do estado, a nova sede da inspetoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA).

A cerimônia de inauguração acontecerá apenas quatro dias após a celebração do aniversário da cidade. A cerimônia contará com a presença do presidente do Crea-BA, o engenheiro agrimensor Joseval Carqueija, e autoridades locais.

O lançamento da nova sede é enxergado por Joseval Carqueija como um avanço fundamental para as empresas e profissionais da área, já que a antiga sede era alugada.

“A presença do Crea-BA em Luís Eduardo Magalhães proporciona um suporte essencial para os profissionais locais. Isso garante a regularidade e a qualidade das atividades desenvolvidas no campo da engenharia, agronomia e geociências na região”, disse.

Já o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Luís Eduardo Magalhães (Agrolem), Moisés Pedreira de Souza, a nova inspetoria consolida a importância que o Crea está atribuindo à região Oeste da Bahia.

“Esse potencial de crescimento deve ser realizado de forma sustentável, legal e econômica. É muito bom saber que a partir deste mês, nós engenheiros florestais e agrícolas vinculados ao sistema Confea/Crea poderemos usufruir desta nova estrutura aqui em Luís Eduardo Magalhães”, afirmou Moisés, que é engenheiro florestal de formação. A Agrolem é uma entidade vinculada ao Sistema Confea/Crea-BA regularmente e que representa os engenheiros agrônomos, florestais e agrícolas.

Com 108 mil habitantes, Luís Eduardo Magalhães é reconhecida como um polo agroindustrial em ascensão. Além do agronegócio, o município também se destaca na construção civil. Ainda de acordo com Moisés Pedreira, a proximidade com a inspetoria do Crea facilitará o acesso aos serviços e orientações necessárias para o setor, promovendo um ambiente mais seguro e regulamentado para as atividades agrícolas.

“A nova inspetoria do Crea-BA facilita e agiliza as ações dos profissionais que desejam registrar projetos, que desejam atendimentos”, conclui o presidente da Agrolem.

Informações do A Tarde
Foto: Divulgação|Crea-BA

  • Compartilhe: