ENTRETÊ: Confira os 3 baianos que disputam uma vaga no BBB 24

O BBB 24 vai estrear nesta segunda-feira (8), na tela da Globo, e o público conheceu outros possíveis participantes durante o Fantástico, no domingo (7). Esses novos moradores serão escolhidos pelos internautas, que já começaram a votar assim que Tadeu Schmidt, apresentador do programa, liberou.

Para a surpresa dos soteropolitanos, três baianos estão disputando uma das vagas que foram ofertadas por Boninho, diretor do programa. A votação acaba pouco antes do BBB começar. Os dois escolhidos pelo público entrarão no confinamento já com imunidade na primeira semana. Ao todo, a edição contará com 26 pessoas.

Conheça os baianos

Plínio Simões

O empresário Plínio Simões, de 30 anos, é um dos possíveis moradores da casa mais vigiada do Brasil. Nascido no Subúrbio, em Salvador, ele dono da Dioro Joalheria, que atende clientes de alto padrão dentro do hotel Fasano Salvador, luxuoso empreendimento que fica localizado no Centro da capital baiana.

O empresário cresceu rodeado de mulheres, como a mãe, a avó, e irmã, além de outras vizinhas no Subúrbio. A influência feminina o ajudou a ter mais empatia.

“Isso influenciou tanto na minha vida, que tenho só uns quatro amigos homens. Todo o restante é mulher, me dou muito melhor com elas”.

Com a morte da mãe, aos 19 anos, que faleceu em decorrência de um câncer, Plínio conviveu com a irmã mais velha, que por ser geológa, conseguiu comprar um lote de esmeraldas em um garimpo, onde vendeu para joalherias. O investimento em pedras ajudou a ter conhecimento no mundo das joias, se tornando um empresário de sucesso em Salvador. Formado em administração, o baiano já fez peças para famosas, como Viola Davis e Angela Basset.

Se autointitulando como “hetero fofo”, Plínio afirma ser um homem extremamente sensível e que não tem nada com a imagem de um possível “hetero top”, mesmo com os 1,89m de altura e quase 95kg.

Caio Andrade

O segundo a tentar entrar na casa é o modelo Caio Andrade, de 29 anos, que é nutriciosta e trabalha em duas clínicas em Salvador, além de atender também de forma anônima.

Com porte de galã, olhos azuis, e corpo musculoso, Caio nega ser, assim como Plínio, um “hetero top”. Ele revela ter várias inseguranças, além de problemas de autoestima, mesmo transparecendo confiança para o público. “Nunca acreditei no meu verdadeiro potencial”.

Davi

Um dos favoritos, de acordo com a torcida no Twitter, é o motorista de aplicativo Davi Brito, natural do bairro de Cajazeiras. Com 21 anos, ele se inscreveu no programa para conseguir pagar a faculdade de Medicina, seu maior sonho.

Logo na primeira inscrição, Davi já foi chamado para disputar com outros 12 concorrentes a entrar na casa. Com o carisma na chamada do BBB 24, o motorista contou que não tinha redes sociais, e criou a conta apenas quando soube que foi selecionado. No começo, tinha apenas 23 seguidores no TikTok e um Instagram com 52 seguidores.

Antes de trabalhar nas ruas de Salvador como motorista, ele vendeu água mineral e picolé nos ônibus após a mãe fechar a loja de roupas que tinha há alguns anos. “Não desejo para ninguém a infância que eu tive”.

Informações do Correio
Fotos: Reprodução

  • Compartilhe: