AUTOS: Sucesso no Brasil, Jeep Renegade sai de linha nos EUA

Depois de anos de queda nas vendas, o Jeep Renegade e o Fiat 500X foram oficialmente cancelados no mercado americano.

Ambos os SUVs, intimamente relacionados e construídos na mesma linha de produção em Melfi, Itália, fazem hora extra por lá. Em 2021, o sindicato da fábrica de Melfi, UILM (Unione Italiana Lavoratori Metalmeccanici), anunciou que a Stellantis iria reequipar a fábrica para a produção de carros elétricos a partir de 2024. Agora, essa linha de produção precisa liberada. Mas mesmo que isso não tivesse acontecido , esses designs antigos tornaram-se cada vez mais difíceis de vender em suas faixas de preço.

Surpreendentemente, nenhum deles será substituído, pelo menos não aqui. Na Europa, o Jeep Avenger e o Fiat 600 assumirão o seu papel. Ambos os novos modelos são oferecidos como modelos movidos a gasolina ou totalmente elétricos (Avenger EV e 600e), mas não são destinados aos EUA.

Em vez disso, a Fiat adotará uma estratégia de modelo único em torno do 500e elétrico e o recentemente melhorado Jeep Compass se tornará o modelo básico da marca, partindo de US$ 29.995.

É um final bastante tranquilo para ambos os veículos, embora eles tenham histórico totalmente diferente com os consumidores. O Renegade estreou com muito alarde e grandes multidões no Salão Internacional do Automóvel de Nova York de 2014, enquanto o 500X apareceu na edição de 2015 do mesmo salão, porém com uma recepção mais fria.

O Fiat sempre jogou com estilo e esportividade, enquanto o exterior “Tonka toy” do Jeep e a versão Trailhawk enfatizavam a robustez. Ambos pareciam perfeitamente sincronizados com a mudança dos consumidores para pequenos crossovers, e o 500X parecia que poderia ajudar a Fiat a ganhar alguma força com os consumidores norte-americanos. Não foi exatamente assim que funcionou.

Como indicaram as multidões nos salões do automóvel, o Renegade foi um grande sucesso no início, e a Jeep vendeu quase 370 mil deles em seus primeiros quatro anos. Em seu melhor ano, 2016, a Fiat movimentou apenas 13 mil unidades dos 500X na América, embora tenha alcançado vendas de seis dígitos na Europa naquele mesmo ano.

Parte do motivo? A pequena rede de revendedores da Fiat, o espaço traseiro para passageiros e carga restrito em ambos e um consumo de combustível medíocre com seus motores (opcionais) de quatro cilindros e 2,4 litros.

Ambas as marcas continuaram atualizando os crossovers em 2021, eventualmente adicionando modernos sistemas de infoentretenimento, equipamento de assistência ao motorista opcional e um motor opcional mais eficiente (um turbo de 1,3 litro da Fiat), mas então concorrentes mais novos, como o Hyundai Kona e o Mazda O CX-30, ambos com mais espaço e interiores mais agradáveis, estavam disponíveis por menos dinheiro.

A marca italiana tem estado quase invisível nos EUA desde que o 500X se tornou seu único modelo à venda por lá, com menos de 500 carros emplacados em 2022. As vendas do Renegade, por sua vez, caíram mais de 56% de 2020 a 2022 e caíram mais 35% este ano.

A queda foi tão significativa que durante o outono de 2022 houve grandes descontos na compra e na locação. Tanto o Renegade quanto o 500X são os veículos mais antigos em seu segmento e definitivamente fora do ritmo dos concorrentes mais novos.

Uma rápida pesquisa em listagens de carros novos, no entanto, revela milhares de Renegades à venda por muito menos e, em alguns casos, é possível adquirir um Renegade Latitude por menos de US$ 20 mil, pelo menos. Isso é menos verdadeiro no caso do 500X, mas, mesmo assim, também existem centenas deles nos lotes dos revendedores.

Agora que ambos os veículos estão oficialmente de saída, espere descontos ainda maiores.

Informações da Forbes.
Foto: Divulgação

  • Compartilhe: