LEILÃO: Suéter de ovelhas da princesa Diana é leiloado por mais de US$ 1 milhão

O famoso suéter vermelho com desenhos de ovelhas usado pela princesa Diana em 1981 foi leiloado por US$ 1,1 milhão (em torno de R$ 5,36 milhões na cotação atual) anunciou nesta quinta-feira, 14, a Sothebhy’s, que organizou a venda on-

A peça, conhecida como “Black Sheep” pela única ovelha negra entre várias brancas, foi uma das mais emblemáticas utilizadas por Diana.

A casa de leilões estendeu a venda por alguns minutos, devido à enxurrada de ofertas que em 15 minutos passaram de US$ 190 mil (R$ 926 mil reais) para US$ 1,1 milhão.

Segundo a Sotheby’s, é o preço mais alto já alcançado por uma peça de roupa que pertenceu à princesa Diana – supera o vestido de baile estilo “Infanta”, de US$ 604,8 mil (R$ 2,9 milhões), vendido em janeiro – e o preço mais alto pago por um suéter em leilão.

“Peças de roupas e acessórios marcantes, que pertenceram e foram usados por algumas das personalidades mais famosas do mundo da moda, do cinema, da música e da política, têm cada uma sua história única na longa história da moda”, declarou a diretora de Moda e Acessórios da Sotheby’s, Cynthia Houlton.

O preço superou o valor estimado em US$ 50 mil e US$ 80 mil (R$ 243 mil e R$ 389 mil) quando colocado à venda na coleção Ícones da Moda, que inclui outras peças que pertenceram à princesa morta em um acidente de carro em Paris, em 31 de agosto de 1997.

Disputa por outras peças

Na mesma sessão, foi vendido o vestido preto com babado bege usado por Diana em Gales em 1985, por US$ 381 mil (R$ 1,857 milhão), muito acima do valor esperado de US$ 80 mil a US$ 120 mil (R$ 389 mil a R$ 584 mil).

Em junho de 1981, logo após seu noivado com o então príncipe Charles, Diana vestiu o suéter de ovelhas criado pelas então pouco conhecidas designers Sally Muir e Joanna Osborne, que três anos antes haviam inaugurado o ateliê de tricô Warm and Wonderful.

O sucesso do suéter levemente infantil lançou-as à fama, inaugurando um estilo ainda atual com peças que vestem a realeza e rapidamente se transformam em tendência.

Semanas após Diana ser fotografada com a blusa, as estilistas receberam uma carta do Palácio de Buckingham que relatava que a peça havia sido danificada em uma das mangas e se poderia ser reparada, ou substituída.

As estilistas optaram pela última opção e lhe enviaram um nova. O secretário particular da princesa, Oliver Everett, enviou-lhes uma carta de agradecimento. As duas cartas integravam a venda do suéter.

Em 1983, a já princesa de Gales voltou a usar a blusa, combinada com calças brancas.

As criadoras do modelo acreditavam que a primeira peça utilizada por Diana havia sido reparada e enviada para outro cliente. Em março de 2023, porém, Joanna encontrou-a em uma caixa em um sótão.

Segundo fotografias da casa de leilões, a peça vendida tem vários furos em uma manga.

Informações da Exame.
Fotos: Reprodução

  • Compartilhe: