OESTE: Curso de Empreendedorismo Social é iniciado no Oeste baiano

Direcionado para 60 alunos, nos turnos matutino e vespertino, um momento de integração marcou o início do Curso Empreendedorismo Social, na segunda-feira (04), na Fazenda Modelo Paulo Mizote, e na terça-feira (05), na Escola Municipal Adroaldo Fernandes de Morais, na localidade de Cerradão, ambas no município de Barreiras.

“Sinto-me emocionado todas as vezes que participo de eventos do Instituto Aiba, este braço social da Aiba, que faz o produtor rural perceber que seu dinheiro está sendo bem investido e não poderia ser diferente com o Curso de Empreendedorismo Social, que tem a participação de jovens carentes da nossa sociedade”, disse o diretor financeiro da Aiba, Hélio Hopp.

Voltado para jovens de 14 a 16 anos, que vivem em condições de vulnerabilidade social do município de Barreiras, o Curso Empreendedorismo Social objetiva o combate ao trabalho infanto-juvenil. “O Programa tem duração de quatro meses e foi pensado para mudar para melhor a realidade dos jovens participantes, pertencentes a localidades interligadas ao Cras I Santa Luzia, Cras IV Vila Brasil e Cras VI Rural, na comunidade de Cerradão”, explicou a coordenadora de Projetos Sociais do Instituto Aiba, Aléssia Oliveira.

O curso é idealizado pelo Instituto Aiba, e financiado pela Cargill Agrícola em parceria com a Prefeitura de Barreiras, por meio das secretarias municipais de Assistência Social e Trabalho e de Educação. “A Prefeitura de Barreiras, não poderia se distanciar desta iniciativa e se comprometeu desde o início do projeto, se fazendo presente por meio das equipes das secretarias de Assistência Social e Trabalho e de Educação, apoiando um momento tão importante na vida desses jovens, proporcionando empreendedorismo e mudança de vida”, destacou o vice-prefeito, Emerson Cardoso.

A Cargill Agrícola, financiadora do programa, é parceira da iniciativa. “Acreditamos na importância de empreender e no potencial desses jovens que futuramente podem contribuir positivamente para o desenvolvimento da nossa região”, afirmou a gerente Industrial da Unidade Barreiras da Cargill, Rafaela Paixão.

Ao final do curso, será montado um Telecentro Comunitário na localidade do Cerradão, que funcionará como Ponto de Inclusão Digital, equipado com computadores conectados à Internet disponíveis para a comunidade. Os jovens participantes do projeto, irão receber uma bolsa de R$ 400,00 mensal durante todo o curso.

Também prestigiaram a programação de abertura, a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Dra. Aline Rodrigues, o secretário de Educação, Jeferson Barbosa, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Davi Schmidt, o reitor da Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), Jaques de Miranda, o diretor do Departamento de Ciências Humanas da Uneb Campus Barreiras, Reginaldo Cerqueira, professores do curso, representantes das equipes de apoio das secretarias de Assistência Social e de Educação.

Informações e Foto: Ascom Aiba

  • Compartilhe: