BARREIRAS: Hospital do Oeste celebra 17 anos de atendimento à população baiana

Há dezessete anos nascia uma saúde de melhor qualidade para a região Oeste da Bahia. A chegada do Hospital do Oeste (HO), unidade administrada pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) na cidade de Barreiras, a 860 quilômetros de Salvador, encurtou distâncias percorridas por muitos pacientes e transformou o atendimento em saúde para a população, que atualmente possui uma diversidade de consultas e procedimentos médicos, antes inexistentes.

Nos primeiros anos de funcionamento, o Hospital do Oeste contava com 175 leitos, atualmente, após diversas ampliações, com um aumento de 70%, esse número passou para 298 leitos. Além da emergência, com atendimento 24 horas e serviços essenciais como Laboratório e Bioimagem, que realizam cerca de 225 mil exames por ano, a unidade oferta o serviço ambulatorial que contempla diversas especialidades, como ortopedia, pediatria, neurocirurgia e mais recentemente, tratamento da dor.

Dentre as melhorias, a ampliação do serviço social que hoje funciona de forma ininterrupta, oferecendo um melhor acolhimento aos familiares dos pacientes da unidade. Nos últimos anos, houve também a ampliação das clínicas médica e cirúrgica, totalizando 130 leitos, e reforma e ampliação da UTI Adulto, passando de 10 para 30 leitos, garantindo mais vagas em um serviço tão necessário.

A unidade contou também com a ampliação de 7 para 10 leitos de UTI Neonatal e a reformulação da Semi UTI Neonatal, agora dividida em UCINCO (Unidade de Cuidados Intermediários Convencional) e UCINCA (Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru) – ala onde as mamães podem permanecer por tempo integral com seus bebês, proporcionando maior interação e, consequentemente, melhora no quadro clínico da criança.

Referência para gestação de alto risco, a implantação da Casa da Gestante Bebê e Puérpera (CGBP) é um importante ponto de acolhimento para mães de outras cidades. Na CGBP, elas recebem assistência médica, treinamentos e desenvolvem atividades ocupacionais, saindo com parte do enxoval pronto. Outra melhoria na ala obstétrica foi a transformação do Centro Obstétrico em Centro de Parto Normal (CPN), disponibilizando cinco quartos individuais de leitos para pré-parto, parto e puerpério. No CPN, as gestantes recebem estímulos ao parto humanizado, como musicoterapia, aromaterapia, massagens, banho morno, dentre outras técnicas.

Um dos ganhos mais recentes para a população no ano de 2021 foi o Serviço de Hemodinâmica, atividade que se propõe a diagnosticar e tratar disfunções neurológicas, endovasculares e cardiológicas. Desde sua implantação, mais de 2 mil procedimentos foram realizados, entre eles cateterismo, angioplastia coronariana, angiografia cerebral e arteriografia.

A mais recente implantação do complexo hospitalar foi a Unacon – Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, trazendo mais qualidade e comodidade aos pacientes que antes precisavam se deslocar para Salvador para realizar o tratamento contra o câncer. A unidade disponibiliza consultas oncológicas, quimioterapia e hormonioterapia.

“São 17 anos de uma história que foi construída aos poucos, sempre com muita responsabilidade e preocupação em garantirmos o melhor para nossos pacientes. Temos orgulho por saber que mudamos a realidade da saúde na nossa região”, destaca Marina Barbizan, líder geral do HO.

Ascom Hospital do Oeste (HO)
Foto: Reprodução

  • Compartilhe: