SAIU NA ADORO: Casa em ordem: Personal Organizer chega para deixar tudo no lugar

@moniq.in

Texto: Joanna Morbeck

Ter a sua casa em ordem com tudo no seu devido lugar é um sonho para muitos. Na correria do dia a dia, muitas vezes a arrumação da casa é adiada e as demandas só crescem. A boa notícia é que existem profissionais especializados para deixar o seu lar organizado.

Este profissional é o personal organizer, que traduzindo para o bom português, significa organizador pessoal. É um verdadeiro mestre em transformar a bagunça em ordem e o caos em tranquilidade. Com sua habilidade e conhecimento em organização, é capaz de ajudar as pessoas a ganharem mais tempo livre e uma vida mais equilibrada.

Designer de interiores por formação, Monique Marinielo se especializou na profissão e decidiu inovar na carreira. Criou a marca Moniq.in, e a partir daí, ampliou os horizontes para a organização. “Por ser encantada por personalização, eu queria proporcionar aos meus clientes uma experiência única de projeto, trazendo cada detalhe da vida dele, cada cantinho desenhado milimetricamente para as suas necessidades, e por isso resolvi estudar a organização profissional”, relata.

O que muita gente não sabe é que essa não é uma profissão nova. O personal organizer é um profissional que já existe há anos, mais precisamente há mais de 30 anos nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, ela começou a ser mais conhecida em 2009. A designer conta que se encaixou na profissão assim como os objetos em cada cantinho de uma residência. “E que mundo fascinante! Cada dia uma novidade nova, cada cliente é uma experiência completamente diferente e você descobre mais ainda o quanto as pessoas são incrivelmente diversas, e têm hábitos e gostos mais diversos ainda”, conta.

Seu trabalho começa com uma análise cuidadosa do ambiente e dos hábitos de seu cliente, compreendendo suas necessidades e desejos. A partir daí, ela desenvolve um plano personalizado de organização, que pode incluir desde a simplificação de rotinas diárias até a otimização do espaço físico. ”Nosso objetivo é trazer praticidade. Nem sempre é preciso adquirir novos móveis ou armários. Confesso que são raros os casos em que eu indico a aquisição de novos móveis. E como o serviço é extremamente personalizado, avaliamos todos os itens do cliente, tudo que pode ser feito sem utilização de grandes intervenções, mas se não houver solução, conversamos com o cliente e planejamos o móvel ou alterações necessárias para o caso dele”, explica.

Monique conta que a organização de armários e residências são os serviços mais solicitados, mas a personal atende demanda para organizar estoque de loja, mala de viagens, checklists personalizados, mudanças, e até chá bar para noivas, com técnicas profissionais de dobras e armazenamentos. “O serviço é para todas as pessoas que tenham interesse em manter seus espaços organizados. Dentre esses, a grande maioria são mulheres entre 30 e 70 anos, mas as pessoas têm cada vez mais observado o grande potencial que a organização traz para suas vidas e, com isso, o público tem sido bem diverso”, ressalta.

Para ela, a definição da profissão é ganho de tempo, vida e praticidade. Não existem objetivos maiores do que esses para explicar essa especialidade. “É muito importante ter facilidade de acesso a itens que mais importam e que mais são utilizados por todos. A organização traz benefícios para todos que utilizam aquele espaço, melhorando a utilização dos recursos e eficácia no trabalho, e também melhoram os níveis de estresse e ansiedade”, conclui Monique.

Anote as dicas da profissional para colocar tudo em ordem!

“Eu pratico demais o lema dos 5 minutos! Se algo vai levar apenas 5 minutos ou menos, faça naquele exato momento. Quanto mais você acumular tarefas, maior será o tempo para realizá-las e mais difícil será. Ter organizadores, de preferência transparentes, traz mais praticidade no dia a dia, pois não precisamos utilizar tempo abrindo cada local ou espaço para verificar o que tem dentro. A etiquetadora é um outro aliado. Etiquetar os ambientes faz com que saibamos exatamente para onde devemos retornar com cada item após seu uso”, finaliza.

Foto: Guilherme Augusto

  • Compartilhe: