SAIU NA ADORO: Terapia Capilar: Entenda como o tratamento é uma das melhores alternativas para devolver a saúde dos fios

Tratar a perda ou o enfraquecimento dos fios vai muito além de fazer as pazes com o espelho. Significa reconquistar a autoestima, recuperar o bem-estar, a qualidade de vida e até mesmo a vida profissional. O problema, que pode ser causado por diversos fatores, a exemplo da inflamação no couro cabeludo, por fatores genéticos ou multifatoriais, atinge cada vez mais brasileiros.

Dados da Sociedade Brasileira do Cabelo mostram que mais de 42 milhões de brasileiros são afetados pela alopecia androgenética, mais conhecida como calvície. E o que mais chama atenção é que nessa pesquisa está a presença cada vez maior dos jovens entre 20 e 25 anos. O que poucas pessoas sabem é que para muitos desses problemas, existe sim tratamento.

Dagem Azevedo, Terapeuta Capilar que atua em Barreiras há oito anos, explica que a tecnologia ajudou muito na evolução das técnicas para o cuidado com o cabelo e o couro cabeludo. “A Terapia funciona como um conjunto de ações terapêuticas que combinam técnicas manuais, aparelhos e cosméticos que são desenvolvidos para tratar e prevenir doenças do couro cabeludo e da haste capilar”, conta a especialista.

Dagem lembra que a calvície, por exemplo, é um problema que atinge homens e mulheres de todas as idades. Uma das principais causas desta condição é a predisposição genética, responsável pelo afinamento e queda dos fios. Mas a profissional é enfática ao afirmar que nem toda queda de cabelo é um sinal da calvície.

“Além dos genes e de outras situações adversas, a perda dos fios pode ser ocasionada por problemas hormonais, fumo, álcool, sono de baixa qualidade, estresse, uso excessivo de tinturas, descolorantes, anemia e carência de algumas vitaminas e nutrientes, e até mesmo devido à sequela de algumas doenças”, diz. Um exemplo dado pela especialista foi a pandemia de covid-19, quando o número de queixas aumentou significativamente. A grande procura nessa época teria sido ocasionada, segundo especialistas e pesquisadores, pelo vírus, gerando o sintoma em aproximadamente 25% dos infectados.

Para que o tratamento da queda de cabelo e de outras doenças do couro cabeludo seja eficaz, Dagem ressalta que é essencial a associação entre terapeutas e médicos dermatologistas para a realização de exames e identificação das causas do problema. “Somente depois desse diagnóstico é que podemos propor um tratamento individualizado.”

Com os avanços das pesquisas na área da tricologia, as opções terapêuticas oferecem excelentes resultados. O sucesso do tratamento também tem o propósito de recuperar a confiança dessas pessoas, já que na maioria dos casos essas doenças comprometem a estética. “A terapia capilar e seus tratamentos estão associados diretamente ao resgate da autoestima”, afirma Dagem.

De acordo com a especialista, a Terapia Capilar também é indicada para tratar os fios que passaram por algum processo químico, já que o uso de substâncias químicas pode danificar, quebrar ou provocar a queda dos fios: “Ao realizar descoloração, onde a agressão é maior e, muitas vezes, prejudica a fibra capilar, pode-se aplicar um protocolo específico para a recuperação. Os resultados já podem ser vistos nas primeiras sessões”, finaliza.

Veja quais são os benefícios da Terapia Capilar:

  • Está associado ao resgate da autoestima;
  • Diminui a descamação;
  • Reduz a oleosidade e a queda capilar;
  • Melhora e trata a caspa (dermatite seborreica);
  • Trata a coceira e a sensibilidade do couro cabeludo;
  • Melhora a oxigenação e a circulação sanguínea do couro cabeludo;
  • Melhora o Eflúvio Telógeno, uma condição que causa inflamação no couro cabeludo;
  • Melhora a alopecia.


Foto: Divanildo Silva

  • Compartilhe: