MIMO DE LUXO: Messi presenteia campeões do mundo com celulares banhados a ouro

Além de encerrar jejum de 36 anos sem títulos mundiais, a conquista da Argentina na Copa do Mundo de 2022 garantiu ao elenco e comissão técnica um presente especial: 35 celulares banhados a ouro avaliados em mais de R$ 1 milhão e enviados por uma fabricante irlandesa de artigos de luxo, a iDesignGold, a Messi e seus companheiros.

Todos os aparelhos são do modelo iPhone 14 e são personalizados especialmente a cada um dos atletas que fizeram parte do elenco campeão no Catar após bater a França na final. Cada um conta com o nome e número da camisa do jogador, o símbolo da Associação de Futebol Argentino (AFA) e a inscrição “Campeões da Copa do Mundo 2022”, em inglês.

Avaliados em 210 mil euros (cerca de R$ 1,167 milhão), os celulares foram um presente de Benjamin Lyons, CEO da iDesignGold, aos campeões mundiais. Após o título, Messi, um antigo cliente da loja, contatou o empresário para presentear seus companheiros de seleção. “Ele (Messi) disse que queria um presente especial para comemorar a incrível vitória, mas não queria o presente usual de relógios. Então, sugeri isso (os celulares) a ele e ele adorou a ideia”, contou Lyons ao Marca.

Os 35 aparelhos foram entregues pessoalmente pelo CEO a Messi nesta semana, após a conquista de seu sétimo prêmio de melhor do mundo no The Best, da Fifa. Como publicidade para a fabricante, o craque argentino não teve de arcar com o custo de produção e personalização dos iPhones. “Foi uma honra presentear Messi com 35 iPhones 14 de ouro para seus companheiros de equipe como presente pela vitória na final da Copa.”

A Argentina conquistou seu tricampeonato mundial em 2022, após derrotar a França na decisão da Copa, nos pênaltis. Messi foi o grande nome da seleção, com sete gols e eleito o melhor jogador da competição pela segunda vez – em 2014, foi o destaque da Argentina vice-campeã diante da Alemanha.

A Argentina conquistou seu tricampeonato mundial em 2022, após derrotar a França na decisão da Copa, nos pênaltis. Messi foi o grande nome da seleção, com sete gols e eleito o melhor jogador da competição pela segunda vez – em 2014, foi o destaque da Argentina vice-campeã diante da Alemanha.

Informações do Correio.
Foto: Divulgação

  • Compartilhe: