ENTRETÊ: Yasmin Brunet fatura R$ 31,5 milhões com marca própria de beleza

Há um ano, a modelo e influenciadora Yasmin Brunet lançou a sua marca de produtos de beleza veganos Yasmin Beauty. A marca, que chegou ao mercado com somente um item no portfólio – um óleo para os cabelos –, e terminou 2022 com apenas dois lançamentos – o óleo e cápsulas de vitaminas – não teve problemas em atingir a meta de faturamento.

A projeção da Ei, Beleza!, startup que desenvolve os cosméticos para a modelo, era de faturar R$ 30 milhões em 2022. Ao fim do ano, conseguiram atingir R$ 31,55 milhões. O óleo de tratamento para cabelos da Yasmin Beauty atingiu R$ 1,1 milhão em vendas somente nas primeiras 24 horas de lançamento do produto e da marca.

Empreender era uma ideia antiga da influenciadora, que já tinha cogitado vender a mesma versão do óleo, porém com produção caseira. “Há sete anos eu fiz essa mistura de óleos para cabelos em casa e gostei muito do resultado. Comprei frascos para reproduzir em volume e vender no Instagram. Até que meu pai me explicou que não era tão simples assim e eu desisti da ideia naquele momento”, conta Yasmin à Forbes.

No primeiro contato que a Ei, Beleza! fez com ela, os sócios convidaram Yasmin para desenvolver uma linha de maquiagem. No meio do processo, ela entendeu que uma linha para cabelos conversava mais com a sua imagem e vontade para uma marca pessoal.

Levou um ano até que o produto estivesse pronto. “É um processo muito trabalhoso. Desde pensar em como será a imagem da marca, o primeiro produto, desenvolvimento de fórmula, escolha de fragrância, liberação da Anvisa. E quando muda alguma coisa, começa tudo de novo”, conta a modelo.

Segundo Yasmin, o universo do empreendedorismo é muito novo para ela, ainda que no setor de beleza, em que ela já atua. A modelo diz fazer questão de participar de todas as etapas e estar ciente de todos os processos em andamento na Yasmin Beauty.

Assim como Yasmin, são diversas as influenciadoras digitais que migraram para o empreendedorismo visando criarem suas próprias marcas de beleza. Bianca Andrade com o Boca Rosa, Virgínia Fonseca com a We Pink e Mari Maria com a Mari Maria Makeup são alguns exemplos de sucesso.

A própria Yasmin disse à Forbes que se inspira muito em tudo que a Bianca Andrade construiu com o Boca Rosa. Segundo ela, no começo, tinha muito medo de não ser levada a sério e as pessoas não darem credibilidade ao seu negócio.

“Eu pensava: e se não vender nada? Se as pessoas acharem ridículo? Só consegui seguir porque tinha certeza que me arrependeria muito se não tentasse pelo menos”, disse Yasmin.

Em janeiro, a Yasmin Beauty lançou uma nova linha, agora com tratamento completo para os cabelos (xampu, condicionador e máscara). Assim como aconteceu com o óleo, a estreia dos produtos foi um sucesso. Nas primeiras 24 horas, o faturamento de vendas chegou a R$ 1,8 milhão.

Em 2023, Yasmin garante que a marca terá mais lançamentos, com menos tempo entre um produto e outro. Segundo ela, a ideia é não se manter somente em produtos para os cabelos. “Vem coisas surpreendentes por aí”, garante. A Ei, Beleza! dobrou o faturamento de 2022 em sua projeção para este ano. O objetivo é chegar em R$ 60 milhões.

A modelo, influencer e, agora, empresária, conta que achou um vídeo próprio de anos atrás em que mostrava para o seu público a mistura de óleos que motivou o seu empreendedorismo.

“É surreal pensar que hoje eu tenho um produto profissional desse óleo. Naquele momento eu nem sonhava em chegar até aqui. Não sei muito bem como aconteceu de eu me tornar uma influenciadora, mas sou muito grata pelo sucesso da marca e vou trabalhar para ser cada vez melhor”, diz Yasmin Brunet.

Informações da Forbes.
Fotos: Divulgação

  • Compartilhe: