Ara Ketu mistura axé com sertanejo em ‘Onda do Amor’, parceria com Gabi Martins

Parceria boa é aquela que dá frutos além da música, e para a banda Ara Ketu, que na sexta (2) lançoi o feat ‘Onda do Amor’ com Gabi Martins, a colaboração foi tão boa que conseguiu até incluir em Dan Miranda um novo costume.

Em entrevista ao iBahia, o cantor, que complta 5 anos a frente do grupo, contou um pouco sobre a faixa, que dá ao público uma mistura da Axé Music feita pelo Ara com o sertanejo de Gabi, em uma composição de Rubão, Samir e Duller.

“Desde que começou a pandemia nós estamos fazendo esse trabalho de parceria com alguns amigos e nós já estávamos pensando no próximo amigo ou amiga que nós convidaríamos para fazer essa participação em uma nova música com a gente. Eu vou fazer cinco anos na banda e a gente vem música inovando o processo do repertório. A sintonia com a Gabi Martins rolou desde quando conversamos sobre ‘Onda do Amor’, a gente apresentou a música para ela e ela se apaixonou”, conta Dan Miranda.

A mistura se tornou frequente no repertório do Ara Ketu nos últimos anos, o que para o público novo é visto com bons olhos, mas para quem é mais tradicional tem uma certa resistência. O medo é um só, perder a essência da Axé Music ou deixar o ritmo de lado.

Ao site, Dan falou sobre como a mistura fortalece o gênero baiano e como a Axé Music segue sendo inspiração para outros ritmos, incluindo o sertanejo, que está presente na nova música da banda.

“Eu posso dizer que hoje o Brasil inteiro usa muitos elementos do Axé, o sertanejo usa muito isso, muitos elementos de percussão, de guitarra, de voz, de clave percussiva, de timbal. Nosso país é um país muito rico de ritmos, de músicas, de sonhos de músicos e de artistas. Eu acho que cabe muito isso da mistura, e fomentar isso eu acho que é super interessante para gente também. Tem as opiniões mais saudosistas, mas acho que a música é cíclica e nela cabe infinitas possibilidades”.

No bate-papo, Dan contou um pouco sobre os bastidores do clipe gravado na capital baiana e falou sobre como estar com Gabi Martins teve influência em sua rotina para além da música.

“Eu virei uma pessoa mais presente nas redes sociais. Gabi me incentivou um bocado, isso é muito legal. Eu sempre fui muito obtuso em relação a a rede social, nunca fui muito adepto desse movimento, mas hoje eu já mexo mais por lá, tô até dançando”, disse aos risos.

E as dancinhas estão inclusas na parceria com a sertaneja. Para o feat foi pensada em uma coreografia daquelas chiclete, feita justamente para viralizar no TikTok. O que pode parecer uma novidade para Dan, mas quem lembra bem, o vocalista, atualmente no Ara, já teve uma dancinha viral em 2013, o Ziriguidum, na época do Filhos de Jorge.

“Na pandemia acendeu aquela chama do Ziriguidum, foi muito bacana ver o pessoal procurando a música e reconhecendo a voz. E ao longo do ano a gente veio trabalhando as dancinhas no Ara Ketu. (Na banda) a gente resenha e brinca muito, mas as dancinhas só sou eu até agora”.

Quanto ao futuro, Dan não entregou muito, justamente para criar o interesse no público não só em ‘Onda do Amor’, como nos próximos projetos do Ara Ketu, como o Carnaval de 2023, onde o plano é desfilar dois dias na avenida.

“Se eu contar agora vai perder a graça (risos), mas em breve eu vou estar aqui de novo falando sobre esse projeto novo com outros artistas e outros gêneros. Agora sobre Carnaval, queremos fazer uma festa bonita e diferenciada porque realmente o povo tá com essa demanda reprimida, queremos desfilar dois dias. Já estamos conversando com algumas patrocinadores que expressaram um interesse em fazer esse bloco. Acho que vai dar certo”, revelou.

Informações do Ibahia.
Fotos: Divulgação

  • Compartilhe: