Feriado 7 de setembro: Passagens aéreas sobem 20%; confira preços dos destinos mais procurados

Neste ano, os destinos mais buscados para viajar no feriado de 7 de setembro estão mais caros. Segundo estudo do buscador de voos Viajala, em relação ao ano passado, os preços das passagens saindo de São Paulo aumentaram ao menos 20%.

O preço médio para viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro, destino mais buscado na plataforma este ano, aumentou 109%, de R$ 429 (2021) para R$ 895 (2022).

Já o preço médio dos voos de ida e volta para Salvador, destino mais buscado para o feriado da Independência em 2021, aumentou mais de 74%, de R$ 845, em média, no ano passado, para R$ 1.475 neste ano.

Recife, o segundo destino mais procurado para o feriado em 2021 e 2022, também aumentou de preço nos voos de ida e volta: saindo de São Paulo, foi de R$ 1.122 para R$ 1.343, uma alta de quase 20%.

Veja abaixo os cinco destinos mais buscados dos últimos 30 dias para viajar no feriado de 7 de setembro, partindo de São Paulo, conforme dados do Viajala:

Posição Destino Preço médio (ida e volta):

1º Rio de Janeiro R$ 895
2º Recife R$ 1.343
3º Porto Seguro R$ 1.365
4º Buenos Aires R$ 2.278
5º Fortaleza R$ 1.487

O buscador considerou as pesquisas de ida e volta feitas nos últimos 30 dias para viajar nas datas próximas de 7 de setembro de 2022 e comparou com as buscas feitas entre meados de julho e agosto de 2021 para viajar no feriado da Independência do ano passado.

Segundo dados do buscador, nas passagens de ida e volta pesquisadas entre julho e agosto de 2022 para viajar no segundo semestre, saindo de São Paulo, o preço médio encontrado para Brasília foi de R$ 1.257, enquanto para Belo Horizonte foi de R$ 806. Na mesma época do ano passado, essas passagens custavam, em média, R$ 630 e R$ 457, respectivamente, aumentos de cerca de 100% e 76%. Na rota São Paulo – Porto Alegre, o preço médio de ida e volta no período analisado subiu 65%, de R$ 673 (2021) para R$ 1.110 (2022).

Para rotas internacionais, o aumento nos preços é ainda maior. “Antes da pandemia, comprando com antecedência, era plenamente possível encontrar passagens de ida e volta para a Europa ou para os Estados Unidos por menos de R$ 3.000, mesmo que não houvesse alguma promoção significativa das companhias aéreas”, conta Melo. “Neste momento, quem compra por R$ 4.000 ou R$ 5.000 está fazendo um bom negócio”, pontua.

De São Paulo a Lisboa, rota internacional mais procurada no Viajala, entre julho e agosto do ano passado, o preço médio era de R$ 2.481 para viajar (ida e volta) nos meses seguintes. Já em 2022, nos últimos 30 dias, o preço médio encontrado para viajar (ida e volta) de São Paulo a Lisboa no segundo semestre chega a R$ 7.634.

A seguir, confira os cinco destinos mais procurados para o feriado de 7 de setembro do ano passado, entre a segunda quinzena de julho e a primeira quinzena de agosto, partindo de São Paulo:

1. Salvador (BA)
Foi o destino mais buscado no período. Na ocasião, o preço médio para voos de ida e volta era de R$ 845. Em 2022, o preço médio para a cidade, nas mesmas condições de análise, aumentou mais de 74% (R$ 1.475).

2. Recife (PE)
Desde 2021, Recife ocupa o segundo lugar entre os destinos mais procurados para o feriado da Independência. Na época, o preço médio dos voos de ida e volta chegava a R$ 1.122. Em 2022, aumentou cerca de 20%.

3. Fortaleza (CE)
Fortaleza também estava entre os destinos mais buscados de 2021. Na ocasião, o preço médio dos voos de ida e volta era de R$ 1.194. Em 2022, aumentou mais de 24%.

4. Natal (RN)
Natal estava entre os 5 destinos mais buscados de 2021. Em 2022, está no Top 20. Na época, o preço médio de ida e volta para o feriado de 7 de setembro era de R$ 1.247. Em 2022, aumentou quase 27% (R$ 1.580).

5. Rio de Janeiro (RJ)
Em 2021, o Rio de Janeiro era o quinto destino mais buscado para se passar o feriado da Independência, com preço médio de ida e volta de R$ 429 até então. Em 2022, subiu para o primeiro lugar, ainda que tenha dobrado de preço: o aumento entre um ano e outro foi de 109%.

Com informações da Exame.
Foto: Salvador/ Reprodução

  • Compartilhe: